Atividade 2.2: Desenvolvimento de sistemas para monitorização e controlo da qualidade das águas tratadas, que sejam viáveis e adaptados às situações de emergência associadas às alterações climáticas.

Está prevista a instalação de sensores nos pontos críticos das grandes redes de distribuição de água em Canárias para superar os obstáculos, promover a reutilização das águas residuais tratadas como estratégia de adaptação às alterações climáticas, analisar os parâmetros de qualidade em tempo real e testar a viabilidade da utilização de indicadores alternativos em contraste com os indicadores convencionais. Na segunda fase será realizado um conjunto de seminários específicos onde serão convidados um grupo multidisciplinar de intervenientes para avaliar e validar os novos parâmetros, a frequência da recolha de amostras e a gestão do risco com vista a melhorar as normas que viabilizam a reutilização segura em determinadas condições.

Em Cabo Verde é necessário implementar um sistema de controlo integrado e viável. Para tal, está previsto a melhoria das infraestruturas de controlo com materiais e equipamentos específicos, a troca de conhecimentos e a elaboração de protocolos de acompanhamento adaptados e acreditados.