ADAPTAÇÃO ÀS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS NA MACARONÉSIA ATRAVÉS DO USO EFICIENTE DA ÁGUA E A SUA REUTILIZAÇÃO.

O projeto ADAPTaRES inclui um conjunto de ações para a  reutilização de águas residuais tratadas, técnicas de rega eficiente, prevenção e redução de contaminações que visam demonstrar a capacidade de adaptação às alterações climáticas na Macaronésia e ajudem a superar os obstáculos legislativos, sociais, económicos ou tecnologias existentes, sempre acompanhadas por importantes medidas de sensibilização, informação e qualificação dirigidas à população em geral.

As medidas de reutilização de águas residuais tratadas em Canárias e Cabo Verde e a promoção de um uso mais eficiente da água na Madeira, terão um papel importante para atenuar o défice hídrico e contribuir para a preservação do meio ambiente nestas regiões. As águas residuais tratadas de qualidade excelente, constituem um recurso adequado para a rega de campos agrícolas, campos de golfe, jardins e outras finalidades que não as potáveis. É necessário que todas as ilhas da Macaronésia façam um esforço com vista a melhorar o funcionamento das infraestruturas de distribuição, tratamento e reutilização da água de forma a aproveitar ao máximo este recurso. A escolha adequada dos processos de tratamento, a eficiência da gestão e as normas de segurança aplicadas, nos diferentes tipos de uso, precisam de um controlo analítico rigoroso, programas de monitorização e a implementação de uma estratégia I&D bem coordenada. O nível de confiança no uso de águas residuais tratadas aliado à aprovação dos agentes envolvidos, está assente num conjunto de fatores socioeconómicos complexos e abrangentes. No entanto, as prioridades estão relacionadas com a qualidade da água, o custo, a garantia de abastecimento e a eficiência das entidades responsáveis pela sua gestão.O ADAPTaRES é um projeto de cooperação cofinanciado pelo Programa Interreg MAC 2014-2020, sob a supervisão do Instituto Tecnológico de Canárias, coordenador do projeto. O consórcio é formado por quinze entidades  de Canárias, Cabo Verde e Madeira e o período de execução é entre janeiro de 2017 e dezembro de 2019.

OBJETIVOS

O projeto ADAPTaRES tem como principal objetivo promover a Adaptação às Alterações Climáticas, a Prevenção e a Garantia da Resiliência perante riscos específicos como a seca através da promoção do uso eficiente da água e a sua reutilização na Macaronésia.

OBJETIVO ESPECÍFICO #1 – Sensibilização, informação e qualificação para a participação ativa da sociedade na promoção do uso eficiente e reutilização de águas residuais tratadas como estratégia de adaptação às alterações climáticas e em situações de escassez de água.

OBJETIVO ESPECÍFICO #2 – Aplicação e avaliação de tecnologias de tratamento e sistemas de controlo que garantam o uso eficiente da água e a produção de águas residuais tratadas com qualidade suficiente para dotar as comunidades com ferramentas de resiliência em situações de escassez de água provocadas pelas alterações climáticas.

OBJETIVO ESPECÍFICO #3 – Demonstração, otimização e avaliação da reutilização de águas residuais tratadas e a promoção de boas práticas de rega adaptadas às alterações climáticas e cenários de risco associados à falta de água.

ATIVIDADES

Objetivo específico #1

Atividade 1.1.- Sensibilização para a participação ativa da sociedade na gestão eficiente dos recursos hídricos e promoção da resiliência perante situações de escassez de água associadas às alterações climáticas.

Atividade 1.2.- Sistemas de informação direcionados aos principais atores da sociedade na promoção do uso eficiente da água e na reutilização de águas residuais tratadas como estratégia de adaptação às alterações climáticas.

Atividade 1.3.- Formação e troca de experiências para a gestão eficiente de recursos hídricos e reutilização de águas residuais tratadas como estratégia de adaptação às alterações climáticas.

Objetivo específico #2

Atividade 2.1.-Promoção de sistemas de gestão, tratamento e reutilização de recursos hídricos que sejam resilientes às alterações climáticas: Eco-zonas.

Atividade 2.2.-Desenvolvimento de sistemas para monitorização da qualidade de reutilização, que sejam viáveis e estejam adaptados às situações de emergência associadas às alterações climáticas.

Atividade 2.3.- Análise de contaminantes emergentes para a avaliação do risco associado ao uso de águas residuais tratadas.

Objetivo específico #3

Atividade 3.1.- Construção de hortas demonstrativas de reutilização de águas residuais tratadas com culturas e tecnologias de rega de menor risco higiénico e maior eficiência.

Atividade 3.2.- Desenvolvimento de projetos de rega eficiente e a sua implementação em diversas aplicações de adaptação às alterações climáticas.

Atividade 3.3.- Elaboração do manual de boas práticas de rega e de adaptação às alterações climáticas para a Macaronésia.